esthétique afrique
esthétique afrique esthétique afrique esthétique afrique esthétique afrique

Os Médicos

Doutor Robin Mookherjee

esthétique afriquue

Entrevista

A vocação do Dr. Robin Mookherjee para a cirurgia estética nasceu muito cedo, e ele ainda está feliz por ter seguido este caminho 30 anos depois. Suas intervenções e tratamentos têm uma coisa em comum: a busca pelo resultado natural. Ele segue de perto a evolução e inovação da sua especialidade e está particularmente interessado nos procedimentos que combinam várias técnicas.

Quais tratamentos e intervenções você realiza?

Eu pratico cirurgia plástica geral e a medicina estética. Em medicina estética, sugiro injeções de ácido hialurônico, Botox e, mais recentemente Sculptra. É uma demanda crescente que precede ou completa a cirurgia. É muito rápido e sem seguimento ou acompanhamento pós-operatório, o que convém aos pacientes.

Na cirurgia plástica, eu pratico uma cirurgia natural, longe de modas e ditames longe da transformação e deformação. Trata-se do corpo, seios, rosto, mas com um gosto especial para a cirurgia de rejuvenescimento facial, que continua a ser um desafio porque você tem que saber respeitar a personalidade do paciente, bem como a cirurgia de aumento dos seios que é a verdadeira cirurgia plástica.

Carreira

Estudos de Medicina Paris 1972-1979

  • Hospital de Paris de promoção de internos em 1979
  • Formação em Cirurgia Geral
  • Cooperação Francesa em cirurgia na Tunísia
  • Especialização em cirurgia plastica e reparadora : mão, microcirurgia, cirurgia maxilo-facial, plástica e estética geral.
  • Câmbio França Quebec na Universidade de Montreal no Canadá em cirurgia plástica.
  • Tese em cirurgia plástica, Medalha de Ouro 1985
  • Chefe de Clínica em cirurgia reparadora e estética durante 4 anos no Hospital Lariboisière- Paris.
  • Instalação em consultório particular em Paris em 1988 após 16 anos de formação e especialização.
  • Especializado em cirurgia cosmética há 25 anos


Doutor Ousmane KA

esthétique afriquue

Entrevista

Podemos falar sobre a cirurgia da obesidade, chamada cirurgia bariátrica?

A obesidade tornou-se um flagelo hoje em dia no mundo e constitui um problema de saúde pública. Especialistas falam atè de "epidemia de obesidade global".
Hoje em dia está provado e aceite que ao fazer as pessoas obesas perderem peso , estamos a protege-los contra muitas complicações da obesidade, tais como osteoartrite, hipertensão, doença cardíaca coronária, cardiopatias , diabetes do tipo II (diabetes não insulino-dependente), insuficiência respiratória e apneia do sono.
O tratamento cirúrgico da obesidade, também chamada de cirurgia bariátrica , é por conseguinte um grande,avanço terapêutico e é o único tratamento que provou a sua superioridade na melhoria da expectativa de vida dos obesos.
Esta cirurgia da obesidade usa técnicas como a banda gástrica, gastrectomia vertical ou bypass, que são realizadas por laparoscopia.

Além de tratar e prevenir complicações já mencionadas acima, a cirurgia da obesidade melhora a vida diária das pessoas obesas ou com excesso de peso assim como a vida familiar e social que acaba sendo afetada pelo preconceito e o olhar dos outros. E assim,ela melhora a auto-estima de forma significativa.

Curriculo

  • Interno dos Hospitais de Dakar em Medicina (1996-2000).
  • Interno em Cirurgia Geral, hepática e endócrina du CHU Hautepierre, Estrasburgo, França (2002 a 2003).
  • Diploma Universitário (DU) de Cirurgia Laparoscópica, Universidade Louis Pasteur, em Estrasburgo 1 (França) (2003).
  • Formação Especializada Completo (AFSA) em Cirurgia Geral da Universidade Louis Pasteur, em Estrasburgo (França) (2003)
  • Chefe Clínico- Assistente no Departamento de Cirurgia Geral da Faculdade de Medicina da Universidade Cheikh Anta Diop de Dakar (2003 a 2006).
  • Docente do Departamento de Cirurgia Geral da Faculdade de Medicina da Universidade Cheikh Anta Diop de Dakar (2006- 2010).
  • Formação Especializada Completo (AFSA) Cirurgia Visceral e Digestivo Universidade Louis Pasteur de Strasbourg (França) (2007).
  • Medico do Serviço de Cirurgia Geral, hepática ou endócrina CHU Hautepierre, Estrasburgo, França (2007).
  • Mestrado em cirurga Hepatobiliar e Cirurgia pancreático Institut Hepatobiliar Henri Bismuth Villejuif (França) (2010).
  • Diploma Europeu de câncer hepatobiliar biliopancreática, Paris XI (França) (2010).
  • Professor Associado de Cirurgia Geral Faculdade de Medicina da Universidade Cheikh Anta Diop (2010-2014).
  • Professor Titular da Faculdade de Cirurgia Geral de Medicina da Universidade Cheikh Anta Diop de Dakar - Desde 2014
Formações no estrangeiro
  • Cirurgia Geral, hepática ou endócrina CHU Hautepierre, Estrasburgo, França.
  • Serviço de Cirurgia Hepato-pâncreas-Bilio do Hospital Herriot Edouard em Lyon (França).
  • Departamento de Cirurgia Oncológica do Institut Paoli-Calmettes em Marselha (França).
  • Serviço de Cirurgia do Aparelho Digestivo do Hospital Henri Mondor de Créteil (França).
  • Cirurgia Bariátrica Departamento da Policlínica do Norte Lyon (França).
  • Serviço de Cirurgia do Aparelho Digestivo do Hospital Saint Pierre de Bruxelas (Bélgica).
  • Formação em cirurgia laparoscópica (laparoscopia) do Instituto Europeu de telecirurgia (EITS-IRCAD) em Estrasburgo (França).
  • Formação em cirurgia da obesidade (cirurgia bariátrica) para Lyon (França) e Bruxelas (Bélgica).
Membro De sociedades científicas
  1. Associação Senegalesa de Ciruria[ASC]
  2. Sociedade Senegalesa de Gastroenterologia e de Hepatologia
  3. Associação Europeia para a cirurgia para Transluminal Surgery(EATS)
  4. Associação de Cirurgia da África Francófona (ACFO).
  5. Sociedade Francesa de Cirurgia Digestiva (SFCD).
  6. Associação Francesa de Cirurgia Hepatobiliar e Transplantation Hepatico.
  7. Associação Internacional de Cirurgiões, Gastroenterologistas e Oncologistas.

Contacto